Close

“Laços” vai reunir heranças culturais de Belém e Portugal

As fortes relações entre o Pará e Portugal, em especial na área da gastronomia, serão as atrações do projeto Laços que a Prefeitura Municipal de Belém vai realizar, nos dias 7 e 8 de junho, na capital paraense. Além da presença de chefs de cozinha, o evento contará também com as participações da cantora Fafá de Belém e do ator Alexandre Borges.

Durante dois dias, a cidade vai respirar ares portugueses em eventos como um grande jantar sob a tutela de um chef português e outro paraense, um grande arraial de comidas típicas portuguesas e paraenses, na área do Complexo Feliz Lusitânia, exposições de artes plásticas e audiovisual, além de um show da cantora Fafá de Belém com fados. Fafá será, ainda, empossada embaixadora dos laços culturais entre Belém e Portugal durante o jantar de abertura do evento. A honraria concedida à cantora, será feita por meio de um decreto municipal asssinado pelo prefeito Zenaldo Coutinho.

O projeto Laços dá continuidade às ações do programa Cidades Criativas da Gastronomia, que tem a chancela da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco). Belém foi declarada Cidade Criativa da Gastronomia em 2015, e no ano passado, sediou o Primeiro Encontro das Cidades Criativas da Gastronomia da Unesco, realizado nas Américas.

Para o prefeito Zenaldo Coutinho, o projeto Laços é a reunião das várias influências culturais, ao longo do tempo, que produziram a Belém do presente. “O evento Laços, além de reforçar o selo de Cidade Criativa da Gastronomia, concedido a Belém pela Unesco, será um momento importantíssimo de destaque das nossas origens e deste grande momento de encontro de culturas que produziu a Belém do presente”, disse.

“As nossas origens portuguesas, com toda a sua influência em nossa gastronomia, se juntando com as nossas ascendências indígenas e negras, que produzem essa etnia variada, numa espécie de condição cabocla amazônica, que, na utilização dos bens da floresta, da diversidade da nossa flora, com nossos temperos, fazem da nossa culinária uma das mais exóticas do mundo, e que dá esse diferencial da gastronomia em Belém. O Laços terá todo esse condão, de um grande encontro de continentes na Amazônia”, pontuou o prefeito.

Programação – Na noite de quinta-feira, dia 7, ocorre a abertura oficial do evento, com um jantar para convidados e autoridades, no Parque da Residência, cujo cardápio será elaborado pelo chef português Vítor Sobral e pela paraense Wânia Martins.

Vitor Sobral é uma grande referência da gastronomia de Portugal e conhecido pela forma única de interpretar e modernizar pratos tradicionais portugueses, um verdadeiro mestre em conservar temperos e sabores tipicamente de Além Mar.

Nascido em 1967, na margem sul do rio Tejo, Sobral tem suas raízes na matriz de sabores e paladares do litoral alentejano. O percurso dele o levou aos restaurantes mais conhecidos, mas atualmente ele tem os seus próprios espaços como a Tasca da Esquina, Peixaria da Esquina e Padaria da Esquina, em Lisboa, Portugal. Vitor Sobral recebeu o grau de comendador da Ordem do Infante D. Henrique, em março de 2006, em Portugal, e é chef consultor gastronômico de várias marcas portuguesas como TAP, Vista Alegre e Silampos.

A chef paraense Wânia Martins é sócia do marido Alípio Martins, na cadeia de restaurantes Pomme D’Or, que tem seis restaurantes e duas casas de eventos, em Belém. Durante esses anos, a rede Pomme D’Or ganhou confiança e credibilidade do público, tornando-se uma grife da culinária paraense, sendo eleita como o melhor restaurante da cidade por anos consecutivos.

Cultural – No segundo dia do evento, sexta-feira, 8, a programação tem início com uma exposição de artesanato luso brasileiro, com foco na azulejaria típica de Portugal, além de uma mostra de fotografias. As duas exposições ocorrem, das 9 às 18 horas, no Boulevard de Feiras e Exposições, da Estação das Docas, com entrada franca.

À tarde, das 14h30 às 16 horas, no teatro Maria Sylvia Nunes, da Estação das Docas, haverá um workshop com historiadores, músicos e poetas portugueses e brasileiros, que irão discutir a herança lusitana perpassada na Amazônia. A entrada também é de graça.

Das 16 às 18 horas, ainda no teatro Maria Sylvia Nunes, haverá uma tertúlia – como esse tipo de evento é conhecido em Portugal -, com músicos, atores e cantores paraenses e portugueses. Neste momento, haverá a participação especial do ator Alexandre Borges, que irá recitar obras do poeta português Fernando Pessoa e do brasileiro Vinícius de Morais. Ao lado de Borges, haverá a participação de um artista paraense que cantará e recitará poetas paraenses. Entrada gratuita.

Gastronomia – Ao final da tarde, a partir das 17 horas, no Complexo Feliz Lusitânia, com o Festival Gastronômico, ao ar livre, que vai reunir restaurantes paraenses e portugueses, que realizam suas atividades em Belém. O festival é aberto ao público em geral, que poderá usufruir, degustar e comprar a comida dos dois países nas barraquinhas que serão instaladas no entorno da praça Frei Caetano Brandão, entre as igrejas da Sé e de Santo Alexandre, na Cidade Velha.

Às 19 horas, a cantora Fafá de Belém faz o show intimista “Coração Lusitano”, cantando fados e outras canções portuguesas, na igreja de Santo Alexandre. A entrada será franca, e o acesso por meio de convites para 600 lugares, que serão distribuídos oportunamente.

Por Dedé Mesquita

Mais Notícias

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *