Close

Belém vai sediar evento mundial da gastronomia em novembro

Belém é a primeira cidade das Américas a sediar o Encontro Mundial das Cidades Criativas da Gastronomia. O lançamento do evento ocorreu nesta quarta-feira, 18, durante uma coletiva de Imprensa no hotel Atrium Quinta de Pedras, na Cidade Velha, que contou com a presença do prefeito de Belém, Zenaldo Coutinho, do secretário de Estado de Turismo, Adenauer Goes, patrocinadores e convidados.

O evento, que será realizado de 7 a 11 de novembro, trará a Belém chefs de diversas regiões do mundo para imersão culinária e cultural. O Encontro Mundial é uma promoção da Prefeitura de Belém, com o apoio do Governo do Estado e da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco), e tem como proposta promover o intercâmbio e estimular negócios voltados para a cadeia produtiva da gastronomia paraense.

O Encontro Mundial das Cidades Criativas da Unesco em Belém consagra dois anos de esforços que se iniciaram em 2015, quando a capital paraense conquistou o título de Cidade Criativa da Gastronomia, selo que somente 17 cidades do mundo possuem.

Zenaldo Coutinho destacou que um dos focos do evento é impulsionar a cadeia produtiva do setor gastronômico, desde os pequenos produtores de insumos orgânicos, as indústrias processadoras e exportadoras de alimentos, até chegar às mesas de bares, restaurantes e hotéis.

“O que a gente quer, também neste evento, é mostrar a gastronomia como uma grande ferramenta de preservação das nossas riquezas naturais. Através da gastronomia nós podemos também fazer a potencialização das riquezas dentro da nossa cidade e Estado. Belém é a porta de entrada, porque toda a riqueza gastronômica se expande pelo interior do Estado. Queremos valorizar toda essa pluralidade da gastronomia paraense, que não se concentra apenas nos grandes restaurantes, mas também nas tacacazeiras, nas boieiras e até no cachorro quente que se vende nas esquinas, e nós queremos valorizar isso”, disse o prefeito.

Dezesseis representantes da Unesco estarão reunidos em Belém, além de 15 chefs de cozinha de diversos continentes, que terão a oportunidade de conhecer a cultura e culinária local e irão debater pontos fundamentais da economia criativa, com o intuito de fomentar o setor e colocar a culinária na rota mundial do turismo gastronômico.

Durante o lançamento, na noite desta quarta-feira, houve um coquetel para degustação de pratos elaborados por chefs que participam da programação.

O empresário e chef de cozinha Fábio Sicilia teve a oportunidade de participar de outros encontros como este realizados pela Unesco e avalia que o evento permite, principalmente, a troca. “O que é importante no Encontro Mundial é que cada um do seu setor, seja da Imprensa, da hotelaria, de todo o setor produtivo, se volte a mostrar o que temos de valor e aproveite a oportunidade para fazermos esta verticalização. Muitos já consomem nossos produtos, o que falta para assumirmos o papel de protagonistas é cada um nesta oportunidade se apropriar e fortalecer a verticalização, seja ela no turismo, na gastronomia, no comércio. É a nossa chance de mostrar nossas riquezas, mas também nos apropriarmos delas. Essa será a hora da troca, e nós precisamos vender o peixe muito bem”, afirmou.

A programação do Encontro discutirá estratégias para estimular toda a cadeia produtiva do setor, desde os pequenos produtores, as comunidades ribeirinhas, os restaurantes da região, as boieiras e erveiras do Ver-o-Peso à logística de distribuição dos produtos.

Em novembro, o grupo de visitantes irá conhecer desde a ilha do Combu, com a produção de chocolate, até o Parque do Utinga e o Festival Fartura, que reúne produtores, mercados e chefs para provar novas receitas e também pratos típicos de diversas cidades do Brasil. “Teremos a rota da comida ribeirinha apresentada aos visitantes, a rota do queijo do Marajó. A ideia é juntar todas e fortalecer o produto. São ações que valorizam o produto do caboclo, a exemplo da farinha de Bragança, onde teremos o seu Bené, que vende 4 mil litros de farinha só para o restaurante o Point do Açaí”, adiantou o secretário de turismo, Adenauer Goes.

A abertura do Encontro das Cidades Criativas da Unesco será realizada no Palácio Antônio Lemos no dia 7 de novembro com show de Dona Onete e apresentação da Banda da Guarda, com repertório do Maestro Waldemar Henrique.

Por Karla Pereira

Mais Notícias

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *