O Mercado Municipal, também conhecido como Mercado de Carne ou Mercado de Bolonha foi inaugurado no ano de 1867, nas margens da baía do Guajará, no complexo do Ver-O-Peso. Posteriormente foi denominado de Mercado Francisco Bolonha em homenagem ao engenheiro que o remodelou no ano de 1908, onde foi instalado pavilhões metálicos, servindo de abrigo para os comerciantes de carne, moldado em ferro fundido produzidos pela empresa Walter MacFarlane, com destaque para uma escada helicoidal em art nouveau.

Em 2019, Belém iniciou o Projeto Circuito Gastronômico “Mercados Criativos”, com o objetivo de ressignificar esses espaços, promovendo a sua ocupação pela população.

A primeira edição do Projeto Mercado Criativo, contou com a participação de Permissionários de Carne, Chefs renomados, Boieiras, Associação das Tacacazeiras, assim como, muita música, com a participação da Banda da Guarda Municipal de Belém, do DJ Bernardo Pinheiro e da banda Farofa Tropikal. Na programação cada chef ou empreendimento convidado ocupou um dos boxes dentro do Mercado, onde comercializaram seus produtos a preços populares, dividindo os espaços com as boieiras que criaram um prato especial para o evento.

As boieiras do Mercado Bolonha, foram capacitadas nos cursos de: Gastronomia pela Universidade da Amazônia – UNAMA, Boas Práticas e Manipulação de Alimentos e em Excelência em Atendimento pela Secretaria de Economia – SECON.

‘PS: Boieiras – mulheres que fazem a chamada “Bóia” – comida nas feiras e Mercados de Belém.

QUALIFICAÇÃO UNAMA

QUALIFICAÇÃO SECON